domingo, 11 de abril de 2010

MANIFESTO AO ORGASMO


Fernando Botero, Mulher, 1979 
Coleção Privada
Uma amiga à muitos anos gostava de falar: Todos têm direito ao orgasmo cósmico! Eu acrescento: a qualquer tipo de orgasmo! Mas muitos são os que querem orgasmos gerados pelas fantasias que criam. Não basta o orgasmo, tem que ser orgasmo Bradpittiniano, Will smithisoniano ou servido pela deusa Juliana Paes. Eles é que dão os melhores orgasmos do mundo. Depois fica todo mundo chorando a falta de amor porque desprezam o pão da esquina, e vão se satisfazer no escuro com a fantasia. Não querem o orgasmo do João Ninguém. Constroem o grande príncipe e deixam de se contentar com o que são, na busca do antigo sonho grego do corpo perfeito.

O CORPO JÁ NASCE PERFEITO.

Se muitas querem seios grandes, sou a favor do direito de escolha.

Que todos os desejos sejam satisfeitos, que os direitos sejam iguais.

e que a ditadura padronizada da beleza sucumba à realidade dos orgasmos múltiplos.

Que as mulheres sejam valorizadas por aquilo que têm

E... viva!

Seios, Bocas e Bundas.  Grandes, pequenas, vantajosas,ou desbundadas,
Corpos grandes ou pequenos, altos ou magros; lábios carnudos ou descarnados;

Vivam as diferenças!

Que o que importe seja o nosso poder de dar e sentir orgasmo.

P R A Z E R, V I V E R,

Para  abandonar de vez a insatisfação e a infelicidade!

E que o espírito seja grande, largo, vasto, generoso, compadecido.

E que reine a paz neste planeta miserável.

Afinal, o corpo aconchega o viver, e se bem funciona,

Abre as portas para o prazer,

Melhor para sorrir... enquanto existirmos.
Porque a vida... viaja em alta velocidade!

Um comentário:

  1. Eduardo.
    Obrigada pelo texto.
    e...obrigada por voce existir.
    abracos

    ResponderExcluir